Diálogo aberto com o Bandes: Abrecan preocupada com biênio 21/22

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

Na manhã de hoje, 15/03, um representante da Associação de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas de Guarapari (Abrecan) esteve com o diretor-presidente do Bandes, Munir Abud, com o intuito de abrir o diálogo com vistas ao biênio 21/22. “O diálogo é sempre o melhor caminho. Temos o privilégio de ter na presidência do Bandes um filho de Guarapari. Munir conhece de perto nossa realidade e as dificuldades que estamos enfrentando. Precisamos pensar no desenvolvimento econômico da nossa região e em especial nossa cidade. Fiquei muito feliz com o que escutei. Munir se colocou à disposição para encontrarmos mecanismos para que o segmento possa “respirar” enquanto enfrentamos essa crise de saúde” disse João Marcelo Lourenço que representou a Abrecan.

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud do Oliveira, se mostrou satisfeito com a conversa. “Estamos abrindo frentes de diálogo com os diversos setores econômicos, mesmo em uma situação de crise sanitária como a que estamos vivendo neste momento, há que se pensar em investir, em manter as empresas funcionando. E esse é o meu papel à frente do Bandes: incentivar, por meio de financiamentos e políticas emergenciais, e fomentar o desenvolvimento econômico do Estado de uma maneira equilibrada. Por isso, estou à disposição para entender as demandas dos empresários de Guarapari para que possamos, juntos, encontrar mecanismos para diminuir os impactos na economia”, destacou Munir Abud.

No encontro, ficou acertado que uma comissão da associação vai encaminhar um documento com o cenário econômico da cidade e sugerir um modelo de recuperação econômica do setor. “Precisamos fazer o dever de casa e apresentar ao Bandes uma radiografia do setor. Esse será o pontapé inicial para que o verão 21/22 seja melhor que o de 20/21 e que o Bandes se consolide como um grande parceiro da cidade. Precisamos trabalhar junto com o Governo e toda a diretoria da associação está empenhada. Somente um canal direto de diálogo pode socorrer o setor de bares e restaurantes e demos o primeiro passo”, completou João Marcelo Lourenço

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui