Vereador que renunciou foi ameaçado por pistoleiro contratado por suplente

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

O Vereador do município de Brejetuba, Antônio Bonifácio (Cidadania), conhecido como Antônio da Saúde, mais votado nas duas últimas eleições e que também trabalha como técnico de Imobilização Ortopédica em hospitais da Grande Vitória, foi vítima de ameaça e sequestro na segunda-feira de Carnaval (15/2) .

Segundo informações passadas pelo vereador, ele saía de sua casa para uma reunião na Câmara de Vereadores quando um primo do suplemente a vereador Josué Celirio (Cidadania), lhe ofereceu uma carona. Josué Celirio é motorista de ambulância e funcionário público da prefeitura de Brejetuba e já foi vereador e presidente da Câmara de Vereadores, mas perdeu as eleições para Antônio da Saúde em 2020.

Ainda segundo relatos, na semana anterior teria oferecido 140 mil reais em dinheiro mais um emprego de 5 mil reais para que o vereador Antônio abrisse mão do mandato. Com a recusa, o suplente teria contratado um pistoleiro para obrigar o vereador a renunciar.

Entenda o caso

Durante percurso até a Câmara Municipal de Brejetuba, o veículo onde estava o vereador, foi invadido por um homem mascarado que carregava uma arma em punho. Em tom agressivo, o pistoleiro ameaçou matar o vereador Antônio da Saúde e sua família. Segundo o vereador, o bandido armado o obrigou a assinar um documento no qual renunciava ao seu mandato. O vereador foi levado até uma plantação de café, quando o pistoleiro ligou para o suplente de vereador Josué Celirio para que ele confirmasse através de foto da enviada por mensagem de WhatsApp se a assinatura era a verdadeira do vereador Antônio.

Após a conferência da assinatura, um terceiro homem, ainda não identificado, levou o documento e protocolou na Câmara de Vereadores. Segundo o relato, após o ocorrido, os bandidos passaram por Brejetuba, Ibatiba, Venda Nova do Imigrante até Viana, onde o vereador Antônio da Saúde teria sido deixado numa rua deserta.

Na manhã de hoje (23/02), o vereador se reuniu na secretaria estadual de Segurança com o secretário da pasta, Coronel Ramalho, para adoção das medidas cabíveis.

Nossa equipe está acompanhando o caso.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui