Terceira Ponte: divulgar tentativas de suicídio pode influenciar novos casos

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

whatsapp-image-2017-08-17-at-14-37-40

A campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio acontece durante todo o mês de setembro, mas a necessidade de se debater sobre o assunto é cada vez mais urgente. Em 2016, a OMS (Organização Mundial da Saúde), informou que a cada 40 segundos ocorre um suicídio no mundo.

Segundo, Macente e Zandonade (2011) “Na Região Sudeste, segundo dados do Ministério da Saúde para o ano de 2004, o Estado de São Paulo apresentou crescimento das taxas de suicídio entre 1988 a 1994 e queda acentuada no período de 1995 a 2004, ao passo que o Estado com maior crescimento da taxa na região foi o Espírito Santo, com aumento de 50% no valor da taxa no período de 1980-2004”.

É de conhecimento público que muitas pessoas tentam suicídio na Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, mais conhecida como Terceira Ponte. Segundo o site terceiraponte.capixabao.com, a solução para o problema “ foi um acordo de não divulgação dos suicídios, seguindo normas da Organização Mundial de Saúde em relação à Psiquiatria”. Mas, nos dias atuais contar com a não divulgação oficial e com o monitoramento da concessionária, não está sendo suficiente, tendo em vista que com acesso à internet pelos smartphones, qualquer pessoa que transitar pela ponte, antes de seu fechamento para o resgate de um possível suicida, já compartilhou vídeos, fotos e áudios por aplicativos de conversa e mídias sociais.

O projeto de Lei do deputado estadual Euclério Sampaio (PDT) que determina a instalação de grades, telas ou redes, tem como objetivo impedir que suicídios aconteçam em toda extensão da 3ª ponte.  Mas, a informação é de que o projeto ainda está sem parecer porque “segundo o deputado, na hora em que deveria acontecer a votação não havia parlamentares suficientes presentes e o projeto ficou sem parecer”.

Enquanto as autoridades não tomam uma atitude definitiva que realmente contribua para impedir o suicídio na 3° ponte, vidas são sanadas quase que semanalmente sem contar as tentativas, que graças ao trabalho do corpo de bombeiros e da polícia, a estatística não aumenta.

Prevenção

O CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail, chat e Skype, 24 horas, todos os dias.

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações.

Fontes:

Centro de Valorização À Vida

Estudo da série histórica de mortalidade por suicídio no Espírito Santo (de 1980 a 2006): 

OMS: suicídio é responsável por uma morte a cada 40 segundos no mundo

Projeto de tela contra suicídios continua sem parecer

Terceira Ponte de Vitória ES

Setembro Amarelo  

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui