Polícia prende suspeito de assassinar moradora em situação de rua em Aracruz

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

Um homem de 42 anos foi detido, nessa terça-feira (11), no distrito de Barra Seca, na zona rural de Linhares, apontado como autor do homicídio de uma moradora em situação de rua de 19 anos. O crime aconteceu no dia 23 de março, no interior de uma casa abandonada, localizada no Centro de Aracruz. O suspeito foi identificado por meio das câmeras de videomonitoramento da Prefeitura de Aracruz.

A prisão foi realizada em cumprimento de mandado de prisão temporária por policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Aracruz, com apoio da 16ª Delegacia Regional (DR) de Linhares.

De acordo com o titular da DHPP de Aracruz, delegado André Jaretta, as investigações demonstraram que o suspeito passou toda a tarde do dia 22 de março fazendo o consumo de drogas com a vítima e a assassinou na madrugada do dia seguinte.

“Ele também realizou um programa sexual com a vítima, perfazendo uma dívida de R$ 500,00. Como o autor não realizou o pagamento, a vítima se apossou da carteira, do celular e da mochila do suspeito, até que ele quitasse o débito. Entretanto, durante a madrugada, o autor convenceu a vítima que pela manhã iria a uma agência bancária sacar  o dinheiro, porém ele simulou que iria dormir dentro da casa abandonada com a vítima e quando esta cochilou, ele desferiu vários golpes com pedras contra sua cabeça”, detalhou o delegado André Jaretta.  

Após o crime, o delegado e os investigadores contaram com o primordial apoio da central de videomonitoramento da Prefeitura de Aracruz para obter imagens do autor. Segundo as investigações, o autor do crime estava em Aracruz somente de passagem. “Contamos também com o  apoio da população que, após visualizar nas mídias sociais a foto do suspeito, auxiliou na sua identificação”, disse o delegado.

O suspeito responderá por homicídio qualificado por motivo torpe e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Após os procedimentos de praxe, foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Aracruz, onde permanece à disposição da Justiça e da autoridade policial.

Fonte: Assessoria Sesp/ES

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui