Eleição do Conselho Estadual de Turismo é questionada e pode ser anulada

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

Política em um minuto – 20/01/2021

A Federação dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade no Espírito Santo, entidade sindical, apresentou questionamento sobre a legalidade da eleição para presidente do Conselho Estadual de Turismo realizada no dia 14 de janeiro, em que o representante do segmento Construção Civil, Fernando Otávio Campos foi eleito. Fernando ocupa a cadeira da Findes no Conselho Estadual de Turismo.

Dos argumentos

Segundo consta no documento extrajudicial encaminhado ao Governo do Estado e à Secretaria Estadual de Turismo, com cópia aos membros do Conselho Estadual de Turismo, a eleição foi irregular por permitir a participação como representante dos profissionais de turismo de pessoa não reconhecida pela entidade sindical que representa a categoria. Outro ponto também questionado foi o fato do secretário estadual de Turismo, Durval Uliana, ter feito campanha para Fernando Campos, inclusive telefonando para integrantes do Conselho pedindo o voto, o que pode ser caracterizado como influência política e pressão sobre os membros do conselho.

O que pede a Federação

O presidente da Federação, Odeildo Ribeiro dos Santos, solicita que seja respeitada a legitimidade da federação e dos seus membros para composição do Conselho Estadual de Turismo, sendo assim,  que a eleição seja dada como nula e que novo processo eleitoral seja convocado respeitando os prazos e as entidades representativas.

Veja texto encaminhado pelo presidente da Federação aos membros do Conselho

Prezados,

Bom dia!

Seguem, em anexo, os documentos hoje protocolados junto a Secretária de Estado e Turismo do estado do Espirito Santo bem como a notificação endereçada ao Exmo. Sr. Governador do estado Renato Casa Grande, em resposta as nulidades notórias e aparentes verificadas desde o edital e no decurso da reunião realizada no dia 14 de janeiro de 2021, que elegeu o então Sr. Presidente do CONTURES.

Na presente notificação/ impugnação administrativa a Federação – FETTEEHES requer que sejam apurados as nulidades suscitadas na presente peça assim como os atos de improbidade ocorridas pelo ilustre Secretário na presente mesa de condução de trabalhos.

A FETTEEHES não está só, ela e todas as demais instituições signatárias que apoiam a presente peça REQUEREM MEDIDAS URGENTES, sob pena DE SEREM TOMADAS OUTRAS MEDIDAS JUNTO AOS ÓRGÃOS COMPETENTES.

Ao dispor, Odeildo Ribeiro dos Santos.

 

 

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui