Início Noticias Clima esquenta na CODEG e bate-boca assusta servidores

Clima esquenta na CODEG e bate-boca assusta servidores

banner topo matérias 728x90px

Política em um minuto – 23/10/2021

O clima esquentou na empresa Companhia de Melhoramentos e Desenvolvimento Urbano de Guarapari (CODEG) em Guarapari. Informações recebidas pela nossa equipe dão conta de que diretoria e assessoria jurídica discordaram na hora de publicar o resultado de uma licitação e o processo acabou arquivado. O motivo da briga foi o fato de um diretor não concordar com o parecer jurídico e tentar interferir no resultado de uma licitação. Discordando da tentativa de interferência, a assessoria jurídica se recusou a “receber a orientação” e por isso o processo foi arquivado.

Apuração dos fatos

Nossa equipe recebeu as informações de uma servidora que se mostrou preocupada com as consequências dos atos. “O advogado envolvido na questão se manteve firme e não aceitou interferência. A empresa que deveria ser publicada como vencedora não é do Espírito Santo e a pessoa que tentou interferir no resultado queria que outra empresa ‘ficasse’ com o contrato. Ainda bem que a assessoria não aceitou a interferência, mas se ‘alguém’ olhar esse contrato identificará as irregularidades e também vai perceber que a solução encontrada pela direção foi igualmente irregular”, informou a servidora.

Os envolvidos

Segundo nossa fonte um dos envolvidos “apareceu” em uma outra matéria publicada pela nossa equipe sobre uma investigação realizada pelo Ministério Público sobre servidores municipais envolvidos em chantagem e corrupção. Por isso, o material em questão será encaminhado ao Ministério Público para que seja analisado antes de ser divulgado, com o objetivo de não atrapalhar as investigações.

Impunidade?

Parece que a certeza de impunidade por parte de alguns servidores públicos investigados é motivo para repetir crimes que já foram denunciados e são partes de outra investigação. Até quando aliados do prefeito se sentirão acima da lei?

Investigação do MP

O Realidade Capixaba divulgou uma série de matérias sobre uma investigação feita pelo Ministério Público em que servidores municipais estariam interferindo no resultado de licitações para favorecer “amigos” e que empresas que não desejassem participar desse “ciclo de amizades” eram prejudicadas. Essa investigação permanece em sigilo no Ministério Público.

Relembre o caso: Áudio entregue ao GAECO como prova de formação de quadrilha em Guarapari é divulgado

banner lateral 300x300px 2

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

banner lateral 300x300px 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -
- Publicidade -