Início Noticias Candidatos de Guarapari precisarão buscar votos fora da cidade em 2022

Candidatos de Guarapari precisarão buscar votos fora da cidade em 2022

banner topo matérias 728x90px

Política em um minuto – 06/10/2021

A Câmara de Vereadores de Guarapari tem vivido momentos de tranquilidade desde que o vereador Wendel Lima assumiu a presidência. Dos 17 vereadores, quinze se assumem como aliados do prefeito Edson Magalhães e os outros dois que se apresentam como independentes, também não dificultam a vida do prefeito e votam quase sempre com a maioria. Mas, essa aparente união tem data de validade, marcada para as eleições de 2022, quando cada vereador terá que se posicionar sobre quem será o seu candidato a deputado estadual. 

Tyago Hoffmann e Rodolfo Mai devem “dividir” a Câmara de Vereadores

Até o momento, o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Tyago Hoffmann, e o empresário, Rodolfo Mai, são os favoritos na disputa pelo apoio dos vereadores, cada um já possui cinco vereadores em seu palanque. Correndo por fora, está Carlos Von que possui o apoio de apenas um vereador. Essa conta pode mudar se o vereador Wendel Lima resolver disputar a eleição. Wendel deve conseguir o apoio de, pelo menos, quatro vereadores.

Quem Casagrande vai apoiar em Guarapari?

O governador do Estado, Renato Casagrande, já tem definido quem irá apoiar em Guarapari na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa. O candidato de Casagrande será Tyago Hoffmann que possui perfil técnico e pela primeira vez disputará um cargo eletivo. Tyago Hoffman possui forte vínculo com a cidade e é um dos favoritos para se eleger a deputado estadual pelo PSB.

Nos bastidores da Câmara Municipal de Guarapari, o que se comenta é que Tyago já possui o apoio de cinco vereadores e que mantém conversa “amistosa” com mais um. Se concretizado esse apoio, Hoffmann deve partir de 5 mil votos em Guarapari com um potencial de atingir 10 mil votos que é a mesma votação que o também socialista Gedson Merízio obteve nas eleições de 2018. 

Quem Edson Magalhães vai apoiar em Guarapari?

No meio político de Guarapari, todos comentam que o candidato a deputado estadual do prefeito é o empresário Rodolfo Mai. Essa escolha inclusive foi um dos motivos que levou o presidente da Câmara a se afastar do prefeito. O vereador Wendel Lima também possui interesse em disputar uma vaga na Ales e conta com o apoio da “família” Ferraço.

Alguns aliados do prefeito Edson Magalhães gostariam de ver a dupla Rodolfo e Wendel caminhando juntos. A ideia seria convencer Wendel Lima a se candidatar a deputado federal e apoiar Rodolfo Mai a estadual e se Rodolfo se eleger deputado apoiaria Wendel Lima em 2024, mas essa ideia não prosperou por dois motivos: Wendel não aceita disputar uma vaga na Câmara Federal e Rodolfo não aceita receber o apoio de Wendel em troca de apoia-lo para prefeito. Parece que Edson Magalhães terá muita dificuldade para unir seus aliados.

E Carlos Von? 

O deputado Carlos Von não conta com a simpatia do governador Renato Casagrande e nem com o apoio do prefeito Edson Magalhães. Até o momento, entre as grandes lideranças do Estado, Von conta com apenas o apoio do ex-deputado federal Carlos Manato e de sua esposa, a deputada federal, Soraya Manato. Entre os vereadores, o único que deve caminhar com Carlos Von, é o vereador Rodrigo Borges.

Guarapari pode eleger dois deputados estaduais

Com quatro possíveis candidatos com reduto eleitoral em Guarapari (Tyago Hoffmann, Rodolfo Mai, Carlos Von e Wendel Lima), a disputa deve ser acirrada. Em Guarapari, aproximadamente, 70 mil eleitores comparecem às urnas para votar. Desses 70 mil, historicamente, 30 mil votam em candidatos de fora da cidade e 40 mil votam em candidatos do município. Se cada um dos candidatos tiver 10 mil votos em Guarapari, os únicos com condições reais de eleger serão Tyago Hoffmann e Rodolfo Mai. 

Tyago Hoffmann possui apoio de militantes de seu partido em mais de 20 municípios e deve conquistar fora de Guarapari aproximadamente 18 mil votos, o que lhe garantiria uma somatória de 28 mil votos. Na eleição passada, seu partido elegeu o deputado Bruno Lamas com 16.979 votos. Nesse cenário, Tyago Hoffmann estaria eleito. 

 

Outro que pode se eleger com os votos de fora da cidade, é o empresário Rodolfo Mai. Aliados de Rodolfo afirmam que o pré-candidato possui apoio em mais de 15 municípios, o que lhe garantiria 15 mil votos fora de Guarapari que somados aos 10 mil votos estimados na cidade, lhe garantiriam uma das cadeiras na Ales.

O deputado Carlos Von conta, em sua grande maioria, com os votos dos eleitores de Guarapari. Caso a disputa seja acirrada com quatro ou mais candidatos, Von não deve conseguir votos suficientes para se reeleger, a não ser que a deputada Soraya Manato consiga transferir de 05 a 10 mil votos fora de Guarapari. 

O vereador Wendel Lima corre por fora na disputa. O partido de Wendel, PTB, elegeu em 2018, o deputado Adilson Espíndula com 11.635 votos. Se Wendel conquistar 10 mil votos em Guarapari, vai precisar arrumar, pelo menos, de dois a três mil votos fora da cidade para conquistar uma vaga e se tornar assim, um possível terceiro deputado eleito de Guarapari.

Nada está certo ainda, esses são apenas possíveis cenários, mas Guarapari nunca esteve tão perto de eleger dois deputados com a maioria dos votos conquistados na cidade. 

 

 

banner lateral 300x300px 2

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

banner lateral 300x300px 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -
- Publicidade -