Campeã mundial de Jiu-Jitsu, Fernanda Mazzelli, mira conquista inédita do ADCC

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

Fernanda Mazzelli começou nas artes marciais com apenas 11 anos de idade, por volta de 1999, e desde então se apaixonou pela arte suave. Demorou para a lutadora tornar do esporte um meio de vida, mas com o passar do tempo e o avanço do Jiu-Jitsu feminino aliado a extensa coleção de títulos tornaram o sonho da lutadora possível. “Hoje falo que tudo que tenho, agradeço ao Jiu-Jitsu,” disse Fernanda.

Um dos grandes nomes da modalidade no mundo, a lutadora se prepara para retomar o ritmo intenso de competições ainda em 2021. Até o ano passado, Fernanda ainda conciliava a carreira como atleta a de vereadora em sua cidade, Guarapari, Espírito Santo. 

“Estou mais focada nos treinos, tive um problema recente no ombro, fiquei uma semana de molho, caí de mal jeito, mas acredito que logo estarei 100%. Estou treinando bastante, a minha performance está ainda melhor, estou ainda com mais vontade, espero sair com bons resultados esse ano!”, afirmou a faixa preta.

Fernanda Mazzelli retornou aos tatames em meados de março, quando competiu em uma das etapas do Estadual da FCJJE (Federação Capixaba de  Jiu-Jitsu Esportivo) no Espírito Santo, na ocasião a atleta acabou ficando com o título no absoluto, fechando com a companheira de treinos Juliana Araújo, bicampeã brasileira de Jiu-Jitsu. A faixa preta ainda se consagrou campeã do Sul-Americano realizado no Rio de Janeiro com dois ouros.

Como faixa preta Fernanda foi a primeira mulher a vencer o torneio em três diferentes categorias, conquista que a coloca no hall das grandes atletas da história da IBJJF (International Brazilian Federation). Campeã brasileira por 12 vezes nas mais diferentes faixas.

“Sou muito realizada, muito satisfeita com tudo que conquistei, mas a gente sempre quer mais um Mundial, lutar mais um evento, mais uma luta, isso que nos motiva. Acredito que o ADCC [Abu Dhabi Combat Club] é o que falta, já consegui ganhar duas seletivas, lutar nos eventos, mas nunca fui indicada, não consegui subir no pódio, mas sigo em busca desse título, quero muito o ADCC”, finalizou.

Dentre as principais metas de Fernanda Mazzelli para esse ano estão algumas lutas casadas dentre eventos diversos, e a disputa do ADCC (Abu Dhabi Combat Club), que deve ocorrer ao final do ano, o evento coroa os melhores atletas de submission na atualidade.

Informações: Assessoria

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui