26 pessoas são presas e 6 armas são apreendidas no noroeste do Estado

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

Operação Estado Presente realiza operação no noroeste do Estado e ao todo, mais de 230 policiais militares e civis foram empenhados na operação. Em Colatina, um indivíduo foi detido pelo descumprimento de medida protetiva de urgência. Já em Ecoporanga, foram realizadas cinco prisões, sendo quatro por homicídio e uma por estupro. Em Barra de São Francisco, as equipes prenderam três pessoas pelo crime de homicídio. Uma arma de fogo calibre .38 e munições também foram apreendidas. Em Pancas, quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho destacou o empenho dos policiais da região e ressaltou a integração importante para melhores resultados. “Conseguimos retirar homicidas, armas de fogo e outros criminosos de circulação. Esse é o objetivo da Operação Estado Presente e também do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, que no seu eixo policial faz o monitoramento constante da criminalidade. A região noroeste é muito importante e sempre temos um olhar voltado para os municípios que apresentam alterados índices de violência”, afirmou Ramalho.

Reunião integrada

Na manhã da última quinta-feira (11), o coordenador do programa Estado Presente em Defesa da Vida, o secretário de Estado Economia e Planejamento, Álvaro Duboc e o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, conduziram uma reunião de alinhamento com os comandantes de área em Colatina.

No encontro foram apresentados os dados de cada município, resultados de produtividade e discutidas ações de auxílio e melhoria dos trabalhos de policiamento na região.

Segundo Duboc, em reuniões de alinhamento com os comandos das forças de segurança é feita a aproximação da gestão estratégica da área operacional. “Aprofundamos o conhecimento sobre desafios e iniciativas de cada Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) e, dessa forma, podemos revisar o planejamento do Programa Estado Presente em Defesa da Vida”, disse.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui