Página Inicial / Direito / TC-ES inclui Secretário de Estado em investigação sobre irregularidades no contrato da Lorenzutti

TC-ES inclui Secretário de Estado em investigação sobre irregularidades no contrato da Lorenzutti

O Secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb) Marcelo de Oliveira foi citado no processo que apura irregularidade na Concessão do Transporte Público em Guarapari.

Em parecer dado pelo auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado, o secretário Marcelo de Oliveira foi citado por ter “dado declaração falsa em atestados de capacidade-operacional” em favor da Concessionária Lorenzutti para que pudesse participar do processo de licitação de transporte público em Guarapari.

Na época, Marcelo de Oliveira era secretário de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade de Vila Velha. Além de Marcelo de Oliveira, outros dois funcionários da prefeitura que fizeram parte da gestão do ex-prefeito Rodney Miranda, foram citados para se manifestarem no processo. No parecer da equipe técnica, o auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas recomenda que os citados sejam proibidos de ocupar cargos públicos por até 5 anos e sugere que a Concessionária C. Lorenzutti Participações Ltda seja impedida de participar de licitações ou prestar serviços públicos por ter produzido “declaração falsa em atestado de capacidade técnico-operacional e direcionamento de licitação”.

Os citados possuem prazo de 30 dias para se manifestarem no processo e só depois o relator vai se manifestar. Veja o que diz o parecer técnico do Tribunal de Contas:

lorenzutti (1)

lorenzutti (8)

lorenzutti (11)

lorenzutti (6)

lorenzutti (4)

lorenzutti (3)

lorenzutti (2)

Nossa equipe entrou em contato com a Superintendência de Comunicação do Estado e com a assessoria de Comunicação da Sedurb e até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

26/06/2018

__________________________________________________________________________


Transparência-660x95



2 Comentarios

  1. Ex eleitor de magalhães

    Em Guarapari todos os processos que tem várias provas contundentes contra o réu , no final são arquivados e os mesmos inocetados . Essa é a justiça nesse município !.
    Durma com um barulho desse .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display