Página Inicial / Cidades / A Coluna ‘De Olho na Rua’ dessa semana é com a vereadora Fernanda Mazzeli

A Coluna ‘De Olho na Rua’ dessa semana é com a vereadora Fernanda Mazzeli

fernanda (1)

A coluna ‘De Olho Na Rua’ traz entrevistas com políticos capixabas. A ideia é convidar um político para tomar café em um ponto movimentado e perceber como ele interage com a população.

A convidada dessa semana, Fernanda Mazzeli, vereadora de segundo mandat,  é atleta profissional de Jiu-jitsu que a levou a ser conhecida em todo o Estado. Filiada ao Partido Social Democrático (PSD), Fernanda se apresenta como defensora de políticas públicas para as mulheres. Acompanhada de uma assessora, a vereadora conversou sobre sua trajetória na vida pública, o cenário político de Guarapari e suas pretensões para o futuro. “Estou no segundo mandato e continuo lutando por uma nova forma de fazer política. A Câmara de Guarapari se renovou e trabalhamos junto com o Executivo para que projetos de interesse da população sejam aprovados”, disse Fernanda.

Demonstrando segurança, Fernanda disse que seu objetivo é retribuir aos eleitores o voto que recebeu. “Acredito que trabalhando junto com a prefeitura podemos conseguir melhorias para a nossa cidade, mas se eu entender que o Executivo está errado vou defender o que acredito. Essa semana derrubamos vetos do prefeito a alguns projetos que entendo serem importantes, como no caso do projeto que busca apoiar os músicos locais”.

O partido da Fernanda, PSD, atravessa um momento conturbado no município, mas a vereadora não demonstra estar preocupada. Confira a entrevista com Fernanda Mazzeli:

fernanda (2)

Seu partido expulsou seu colega de Câmara vereador Wendel Lima?
Fernanda: Foi uma decisão do presidente do partido. Wendel já está filiado a outro partido e vai seguir seu caminho. Não acredito que a saída dele do PSD vá atrapalhar nosso convívio na Câmara.

Mas o motivo alegado foi um desentendimento entre você e o vereador Wendel. Pode comentar?
Fernanda: Tivemos um problema no início do mandato. Discordei de algumas atitudes e fiz um discurso com fortes críticas. Esse desentendimento já foi superado, mas sempre fica alguma coisa. O presidente do partido achou melhor evitar situações desagradáveis e optou em expulsá-lo do partido. Mas vamos continuar trabalhando pelo bem da cidade.

O prefeito Edson Magalhães saiu do PSD. Isso vai mudar sua relação com ele?
Fernanda: Não. Continuarei apoiando as ações positivas para a cidade.

Seu tio, Ricardo Cruz, foi retirado da presidência do partido em Guarapari. Você sabia dessa decisão?
Fernanda: Não. Vou aguardar uma conversa com Neucimar Fraga para entender a situação.

Com as saídas de Edson Magalhães e Wendel Lima, você é a única com mandato no município. Achou falta de respeito mudarem o comando municipal do partido sem te comunicarem?
Fernanda: Como falei vou procurar o presidente estadual do partido para conversar. Mas, é claro que o ideal é o diálogo. Não foi legal ficar sabendo por vcocês que a executiva mudou.

Você cogita sair do partido?
Fernanda: Vou conversar com Neucimar. Preciso entender o que desejam do PSD em Guarapari. Ajudei a montar o partido e mereço respeito, mas não se toma decisões de cabeça quente.

O presidente estadual do seu partido, Neucimar Fraga, disse que você será candidata a deputada federal. Você confirma?
Fernanda: Se o meu partido pretende me lançar candidata é um reconhecimento ao trabalho que venho desenvolvendo. Mas não tem nada decidido. Se for para disputar uma vaga e o grupo político que eu faço parte entender que devo, eu coloco meu nome à disposição. Mas, só se o partido me apresentar um projeto que seja bom para a minha cidade.

Seu nome é cotado nos bastidores para ser a candidata à presidência da Câmara. Mas o atual presidente pretende se reeleger. Esse é um dos motivos que levou a expulsão dele do PSD?
Fernanda: Sempre que meu nome é lembrado eu fico feliz porque significa que estou fazendo um bom trabalho. A saída do Wendel já foi explicada.

Mas você é candidata à presidência da Câmara?
Fernanda: (risos) não é o momento de pensar nisso. Estou focada em retribuir o carinho do eleitor desenvolvendo um bom trabalho na Câmara.

Sobre seu mandato, você apresentou um projeto para que as servidoras municipais tivessem um dia de folga para realização de exames de prevenção ao câncer, em especial ao câncer de mama. Como está esse projeto?
Fernanda: Apresentei no meu mandato passado e infelizmente o prefeito saiu sem publicar. Já refiz o projeto e vou apresentar novamente. Vou lutar para que seja aprovado. A prevenção é o melhor caminho.

Você realizou um evento esportivo na cidade. Como conciliar a vida de atleta com o mandato de vereadora?
Fernanda: Não vejo problemas. Muito pelo contrário. O evento teve repercussão na mídia nacional e isso foi ótimo para Guarapari. Uma cidade turística precisa ser vista e lembrada e o evento que fizemos mostrou a cidade para todo o Brasil.

O prefeito vetou o projeto de valorização dos músicos locais e a Câmara derrubou o veto. Como analisa esse momento?
Fernanda: A procuradoria da prefeitura orientou pelo veto, mas vamos convidar os procuradores da prefeitura para conversar com os vereadores na Câmara. Com diálogo tudo se resolve.

TekNow



Sobre Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *