Início Noticias Suspeito de perseguir, ameaçar e agredir ex-companheira é preso

banner topo matérias 728x90px

Suspeito de perseguir, ameaçar e agredir ex-companheira é preso

As investigações da Divisão Especializada de atendimento à Mulher (Div-Deam), em ação integrada com a Polícia Civil da Bahia (PCBA), com apoio do Ministério Público (MPES) e o Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CRAMSV), resultaram na prisão de um homem de 25 anos, na zona rural de Laje, na Bahia, na manhã da última quinta-feira (25). Ele é suspeito de ameaçar, perseguir e violentar a ex-companheira, de 18 anos, durante três anos.

No início do relacionamento, quando ela tinha 15 anos, o suspeito demonstrava um ciúme excessivo e agressivo, no entanto, não a agredia fisicamente e psicologicamente. Depois de um tempo, eles foram morar na Bahia, e quando ela tinha 16 anos, engravidou. 

“Ao ter conhecimento da gravidez, ele começou a ter um comportamento agressivo, dando tapas, empurrões e fazendo xingamentos. Com o nascimento da criança, as agressões se intensificaram e, por isso, ela foi até a delegacia na região e fez um boletim de ocorrência, todavia, voltou a ficar com ele, na esperança que as agressões acabassem, mas se intensificaram”, conta a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Vitória, delegada Juliana Saadeh.

Entre as ameaças, estava a que se ela o denunciasse de novo, a mataria. Não aguentando mais as agressões, quando completou 18 anos, saiu de lá em um momento que ele não percebeu, junto com o filho, de 2 anos. É o que conta a titular da Div-Deam, delegada Cláudia Dematté. “Ela pegou o filho e voltou para o Espírito Santo, mas continuou a ameaçando, inclusive encaminhando fotos de arma de fogo no intuito de intimidá-la”, disse a delegada.

O suspeito veio atrás da ex-companheira se hospedando na casa do irmão dela. Ele disse para o irmão da vítima que iria levar a criança para passear. Foi a oportunidade que ele teve para pegar a criança e trazer de volta para o estado da Bahia. A partir desse momento ele começou a fazer mais ameaças e deu um prazo para que ela voltasse para ele.

Ele foi encaminhado ao Sistema Prisional Baiano e responderá pelo crime de stalking. A criança está sendo assistida pelo Concelho do Tutelar do município. 

Informações: PCES

banner lateral 300x300px 2

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui




banner lateral 300x300px 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -
- Publicidade -