InícioNoticiasSerginho Meneguelli será convidado a disputar a prefeitura de Guarapari

banner topo matérias 728x90px

Serginho Meneguelli será convidado a disputar a prefeitura de Guarapari

Política em um minuto – 06/12/2022

Os eleitores de Guarapari podem ter uma “cara nova” para votar nas eleições municipais de 2024: trata-se do deputado estadual eleito Serginho Meneguelli, ex-prefeito de Colatina. A informação surgiu depois que o deputado Carlos Von ficou inelegível por oito anos e a oposição ficou sem nome para enfrentar o grupo do atual prefeito nas próximas eleições.

A assessoria do deputado Serginho informou que ele ainda não recebeu o convite e que no momento está focado no mandato de deputado estadual. Serginho Meneguelli recebeu 138.523 mil votos e foi o candidato mais votado nas eleições de 2022.

O Republicanos, partido de Serginho, informou que esse assunto nunca foi debatido.

A informação sobre o convite que será feito ao deputado Serginho Meneguelli foi passada através de um empresário que disse existir uma lacuna na cidade. Segundo o empresário, com a condenação de Carlos Von, a oposição ao prefeito fica sem nome. Edson Magalhães já derrotou nas urnas Rodrigo Chamoun (2008), Ricardo Conde (2012) e Carlos Von (2012, 2016 e 2020), que também foi derrotado por Orly Gomes (2013) depois que a eleição de 2012 foi anulada e um novo pleito realizado. Na disputa de 2013, Orly Gomes contava com o apoio de Edson Magalhães.

Oposição sem nomes

Entre os “prefeitáveis” de Guarapari, todos possuem ligação com o prefeito Edson Magalhães (PSDB), principalmente, depois que o governador Renato Casagrande (PSB) colocou o prefeito no comando da sua campanha à reeleição no segundo turno. Com isso, os eleitores de Carlon Von ficam órfãos de candidato na disputa de 2024. 

O deputado foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TRE) e ficou inelegível por oito anos e, com isso, não poderá disputar as eleições de 2024. A decisão cabe recurso, mas até que consiga reverter a condenação, o deputado não terá seu nome em lista de possíveis candidatos.

Velhos “prefeitáveis”

Gedson Merízio (Podemos): desgastado com a sequência de derrotas nas eleições de 2020 e 2022, o ex-socialista terá dificuldade em se viabilizar como candidato de oposição agora que caminhou lado a lado com Edson Magalhães na campanha de Casagrande, e por isso, terá dificuldade em conquistar o eleitor de Carlos Von.

Wendel Lima (PTB): o presidente da Câmara de Guarapari está rompido com o prefeito, mas dificilmente conseguirá se consolidar no campo da oposição e tão pouco ser o candidato de Edson a prefeito de Guarapari. Se for candidato a prefeito, o vereador deverá ter uma postura independente.

Fernanda Mazelli (Podemos): a ex-vereadora foi responsável pela denúncia que tornou o deputado Carlos Von inelegível e agora que o prefeito Edson Magalhães faz parte do grupo político de Casagrande, Mazelli, que possui cargo comissionado no Governo do Estado, terá dificuldade em se viabilizar na disputa.

Edinho Maioli (Podemos): filho do ex-vereador Benigno Maiolli, Edinho possui cargo comissionado no Governo do Estado e também terá dificuldade em se posicionar como oposição ao prefeito depois que caminhou com Edson Magalhães na reeleição de Casagrande.

Maria Helena (União Brasil): a ex-secretária municipal de Assistência Social das gestões Edson Magalhães e Orly Gomes, foi candidata a prefeita em 2020 e teve 768 votos. Em 2022, disputou uma vaga na Câmara Federal, e gastou R$745.680,00 mil reais para ter 3.456 votos. Desgastada com a baixa votação que teve nas duas eleições, o caminho de Maria Helena é tentar uma vaga de vice, disputar uma cadeira de vereadora nas eleições de 2024 ou desistir de ser candidata.

Orly Gomes (sem partido): o ex-prefeito não se mostra interessado em disputar e está cada vez mais próximo do prefeito Edson Magalhães.

Novos “prefeitveis´”

Entre os nomes “prefeitáveis” que nunca disputaram a prefeitura de Guarapari, estão o vereador Zé Preto (PL), o ex-presidente da Câmara Dantas (Patriota), o vereador Rodrigo Borges (Republicanos), a vereadora Kamila Rocha (PTB), o construtor Carlinhos Grande Rio, o empresário Marcelo Meira (Dono da Mex), o hoteleiro Gustavo Guimarães, e a diretora Tânia Marcia (Escola Angélica Paixão).

Esses nomes e outros que porventura surjam, serão tema da próxima coluna Política em um minuto.

banner lateral 300x300px 2

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

banner lateral 300x300px 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

banner lateral 300x300px 3