Início Economia E-commerce precisa de regulamentação para funcionar

E-commerce precisa de regulamentação para funcionar

banner topo matérias 728x90px

Em tempos de pandemia, os e-commerces passaram a fazer parte do dia a dia das pessoas pela praticidade de comprar on-line e diminuição de custos com lojas físicas. Mas, junto com esse crescimento, surgiu algumas dúvidas sobre como gerir o negócio virtual.

O e-commerce é um negócio cuja base é um site, no qual se permite vender pela internet produtos ou serviços e, por isso, também precisa de regulamentação. Segundo a contadora da Geraldo Novaes, Polyana Monjardim, a empresa virtual deve ser registrada nos órgãos competentes como junta comercial, receita federal e prefeitura. Com a documentação pronta, o empreendedor pode emitir notas fiscais do produtos vendidos, o que garante aos compradores mais segurança numa futura troca, seja ela por defeito ou insatisfação. Com a empresa legalizada, o acesso aos créditos e a compra por atacado são bem mais facilitadas” explica.

Polyana Monjardim

Assim como na loja física, os cuidados com direitos e deveres tanto tributário quanto trabalhistas são iguais. “Aprimoramento, plano de negócios, marketing digital, capacitação e diferencial são exigências a serem cumpridas para a excelência dos negócios”, acredita a contadora.

Nesse contexto, é importante contratar um contador para que se tenha um controle contábil preciso, feito por profissionais capacitados na área e para que, futuramente, a loja não corra o risco de pagar impostos além do devido, ou ainda deixar de pagar algum tributo dentro do prazo estipulado pelo governo. “Deixar de contratar um contador pode parecer uma boa opção no início, porem com o passar do tempo, essa “economia” pode gerar muitos prejuízos não provisionados”, finaliza Polyana.

 

banner lateral 300x300px 2

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

banner lateral 300x300px 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -
- Publicidade -