Deputado Bruno Lamas defende apoio psicológico pós-pandemia

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

Embora a Covid-19 cause muitos sintomas físicos, estudos indicam que a pandemia pode afetar a saúde mental das pessoas com estresse pós-traumático, depressão e ansiedade, como indica pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da UFMG com pacientes internados no Hospital das Clínicas da Universidade que investiga possíveis sequelas da Covid-19.

A manifestação de algum transtorno psicológico após a pandemia pode afetar quem teve e quem não teve coronavírus, tendo em vista o isolamento social, a perda de entes queridos, o desemprego e as mudanças abruptas no cotidiano das pessoas. Para vencer esses desafios existem profissionais como psiquiatras e psicólogos.

Observando esse cenário, o deputado estadual Bruno Lamas (PSB), apresentou em maio, o o Projeto de Lei (PL) n°198/2021, que estabelece diretriz e estratégias de divulgação, orientação e tratamento psicológico e psiquiátrico para atendimento a pessoa acometida de sintomas de transtorno de estresse pós-traumático, depressão, ansiedade, pânico e tendências suicidas associados ao isolamento pós-pandemia de Covid-19 e dá outras providências.

A matéria propõe ainda uma atenção especial aos pacientes que foram infectados pela Covid-19, cabendo ao profissional de saúde responsável encaminhar a pessoa para o tratamento adequado dentro da rede de atenção psicossocial e de assistência em saúde mental do Estado.

Na justificativa do PL, o deputado cita estudo realizado nos Estados Unidos. “Pesquisadores observaram os registros médicos de 69 milhões de pessoas nos Estados Unidos entre 20 de janeiro e 1º de agosto de 2020. Os dados incluíam 62 mil pessoas que contraíram Covid-19, como parte do que os autores descreveram como o maior estudo até o momento sobre as conexões entre o novo coronavírus e problemas de saúde mental. Nos três meses após testar positivo para Covid-19, quase um em cada cinco dos recuperados (18%) recebeu um diagnóstico psiquiátrico. Essa porcentagem é quase o dobro de outros grupos de pacientes com condições e doenças diferentes analisadas como parte do estudo no mesmo período”, explica.

A proposta foi lida na sessão ordinária do último dia 17 de maio e seguiu para análise nas comissões de Justiça, Finanças e Saúde. No dia 27 de maio, o PL  recebeu sugestão de “[…] ACOLHIMENTO, do parecer técnico jurídico, nos seus fundamentos exarados, com adoção da emenda sugerida” e atualmente (8/6) foi para à Procuradoria Geral.

Apoio a servidores da Ales

Também tramita na Casa o PL 104/2021, que prevê o acompanhamento psicológico especializado para servidores que sofram trauma decorrente de seu exercício funcional durante a pandemia. A iniciativa é do deputado Torino Marques (PSL) e é voltada para quem trabalha em saúde pública, policiais civis e militares, bombeiros militares, inspetores de segurança e servidores da administração penitenciária. O PL 104/2021 deve tramitar nas comissões de Justiça, Saúde, Segurança e Finanças antes de ser votada pelo Plenário. 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui