Covid-19: Serra abre 2.680 novas vagas para vacinação nesta quarta (12)

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

A Prefeitura da Serra vai abrir, nesta quarta-feira (12), 2.680 novas vagas para vacinação contra a covid-19. Os agendamentos devem ser realizados a partir das 18 horas no link http://gti.serra.es.gov.br/saude/ e estarão disponíveis para pessoas de 40 a 59 anos com comorbidades e idosos com mais de 60 anos que deverão tomar a primeira dose e para idosos com mais de 85 anos e trabalhadores de saúde que deverão tomar a segunda dose da vacina do laboratório AstraZeneca.

Haverá ainda vagas para gestantes e puérpSras (após 45 dias do parto). A vacinação desse público ocorrerá na sexta (14), sábado (15) e na segunda (17) em diversas unidades regionais de saúde do município e também nos drive-thrus do Parque da Cidade.

Desta terça (11) a quinta-feira (13) acontece a vacinação para aqueles que já fizeram o agendamento na última semana. Os atendimentos são realizados nas Unidades Regionais de Saúde e nas Unidades Básicas de Saúde de Planalto Serrano A, Nova Almeida, Bairro de Fátima, Eldorado, Carapina Grande, Jardim Tropical, Laranjeiras Velha, Parque Residencial Laranjeiras, Cidade Continental, Nova Carapina I e II, José de Anchieta e André Carloni.

Por meio de nota, a Secretária de Saúde do município alertou que é preciso respeitar o intervalo de 14 dias entre a vacina contra a Covid-19 e as demais vacinas. Até o momento, o município vacinou 102.335 pessoas na Serra, sendo 73.010 com a primeira dose e 29.325 com a segunda dose.

Cormobidades

Desde a última sexta-feira (7), o município ampliou o agendamento para imunização da Covid-19 para pessoas que possuem comorbidades. Nesta fase também estão contempladas as pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) e pessoas com alguma das comorbidades pré-determinadas no Plano Nacional de Operacionalização (PNO).

Além desse público, o município também oferece vacinação contra a Covid-19 para as pessoas da faixa etária entre 18 e 59 anos de idade com síndrome de Down ou deficiência intelectual/mental (autismo, paralisia cerebral ou outras síndromes que desencadeiam a deficiência intelectual/mental com limitações nas habilidades mentais gerais; doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise); fibrose cística; gestantes e puérperas e obesidade mórbida com índice de massa corpórea (IMC) maior que 40.

Documentos exigidos

Para se vacinar, é preciso apresentar um documento de identidade com foto e o laudo médico ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento. Todos os documentos apresentados devem conter originais e cópias e deverão ser de 2018 em diante, ou seja, dos últimos três anos.

As gestantes deverão apresentar também comprovação de gravidez, como o exame ou o cartão da gestante. Já as puérperas, deverão apresentar também a certidão de nascimento, cartão da gestante e documento do hospital onde ocorreu o parto.

Para as pessoas com deficiências permanentes cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), além da apresentação do documento com foto, o nome do beneficiário deverá constar na lista nominal informada pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

Veja abaixo a descrição das comorbidades incluídas no PNO:

-Diabetes melitus: Qualquer indivíduo com diabetes;

-Pneumopatias crônicas graves: Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática);

-Hipertensão Arterial Resistente (HAR): HAR= Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos;

-Hipertensão arterial estágio 3: PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade;

-Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com LOA e/ou comorbidade: PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo (LOA) e/ou comorbidade;

-Insuficiência cardíaca (IC): IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association;

-Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar: Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária;

-Cardiopatia hipertensiva: Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo);

-Síndromes coronarianas: Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras);

-Valvopatias: Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras);

-Miocardiopatias e Pericardiopatias: Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática;

-Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas: Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos;

-Arritmias cardíacas: Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras);

-Cardiopatias congênita no adulto: Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico;

-Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados: Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardiodesfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência);

-Doença cerebrovascular: Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular;

-Imunossuprimidos: Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV e CD4 <350 células/mm3; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo  pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais individuos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui