Início Esporte e Saúde Covid-19: Espírito Santo zera municípios em risco alto. Veja matriz para a...

Covid-19: Espírito Santo zera municípios em risco alto. Veja matriz para a próxima semana

banner topo matérias 728x90px

Nessa sexta-feira (2/7), o governo do Espírito Santo apresentou o 62º Mapa de Risco Covid-19, com vigência desta segunda-feira (05) até o próximo domingo (11) e nenhum município capixaba está classificado como risco alto para a Covid-19.

Dos 78 municípios, 19 estão em Risco Moderado, são eles: Anchieta, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Ecoporanga, Governador Lindenberg, Guarapari, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, João Neiva, Mantenópolis, Marechal Floriano, Montanha, Muniz Freire, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, São José do Calçado e São Mateus. Todas as outras 59 cidades estão em Risco Baixo.

No pronunciamento oficial nas redes sociais, o governador Renato Casagrande (PSB), destacou algumas ações na gestão de risco da pandemia no Espírito Santo, como: realização de mais de 390 mil testes por milhão de habitantes e um dos estados que já aplicou mais vacinas contra a Covid-19. O governador também disse que a quarentena foi importante e mesmo com resultados positivos, pediu aos capixabas a continuidade das medidas de proteção contra o coronavírus.

“Temos uma semana de boas notícias e isso mostra que o trabalho que estamos fazendo está produzindo resultado. Muito obrigado a vocês, e que a gente continue avançando cada vez mais e salvando a vida dos capixabas. Temos mais liberdade nas atividades econômicas e sociais, mas a gente pede que você continue usando máscara, higienizando as mãos e mantendo o distanciamento para que a gente possa vencer de forma definitiva a pandemia com a chegada de mais vacinas”, afirmou Casagrande.

Matriz de Risco
A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve início em abril do ano passado.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

banner lateral 300x300px 2

Anuncio de video

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -
- Publicidade -