terça-feira, 27 de fevereiro de 2024 / 16:50
InícioCidadesCidade partida: população de Guarapari dividida na semana do aniversário

banner topo matérias 728x90px

Cidade partida: população de Guarapari dividida na semana do aniversário

Na semana em que a cidade de Guarapari completa 126 anos, a população se divide entre comemorações e críticas nas redes sociais. A prefeitura de Guarapari postou em sua pagina oficial um convite para a população curtir a programação em comemoração ao aniversário da cidade: “Grupo Revelação animando a primeira noite da festa!!! Venha comemorar os 126 anos de Guarapari”, dizia a postagem da Prefeitura. No mesmo dia, um morador de Guarapari postou em uma rede social um desabafo: “Muito gasto com festa da cidade e pouco gasto com a saúde. […] fui ao UPA hoje pela manhã fazer um curativo e tive que voltar pois não tinha material […] ”.

guarapari1  GUarapari

A polêmica ganhou grande destaque quando o Padre Jairo de Souza fez uma dura crítica as prioridades da administração municipal de Guarapari. “Para arrumar a orla de Meaípe não tem dinheiro, para fazer o hospital, não tem dinheiro, para levar remédio para os hospitais e farmácia pública do município não tem dinheiro […] mas para gastar com festa […] um desfavor para Guarapari. Cadê a Câmara de Vereadores para fiscalizar esse gasto público?”. Disse o padre Jairo de Souza. O presidente da Câmara de Vereadores, Wendel Lima, em sua rede social, evitou a polêmica e se limitou a parabenizar a cidade pelos 126 anos de emancipação política. Aliados do vereador divulgaram imagens parabenizando Wendel Lima pelo evento.

padre   wendel festa

A equipe do Portal Realidade Capixaba ouviu as principais lideranças da cidade para saber o que pensam da polêmica.

Carlos Von, através da sua rede social, disse: “A prefeitura de Guarapari vai investir até o final de outubro mais de 1 milhão de reais em shows. Uma verdadeira farra com dinheiro público numa cidade que não tem remédios e que tem o menor investimento em educação do Espírito Santo[…]”.

von festa

Gedson Merízio, em sua página na rede social, disse: “Guarapari está comemorando mais um aniversário e a comemoração é justa. Mas, como tantos outros moradores e apaixonados pela cidade, o que me preocupa são os altos valores “investidos” em uma festa que não reflete a nossa realidade”.

gedson festa

 

Dr. Rogerio enviou nota: “Não sou contra a realização da festa, mas os gastos precisam transparentes e dentro da realidade que vivemos. É um absurdo a população não encontrar remédios nos postos de saúde. Meu papel como vereador é fiscalizar as contas do município e como médico sei o quanto a população de Guarapari está sofrendo”.

dr rogerio festa

borges festa

Marquinhos Borges enviou a seguinte nota: “Quando meu saudoso pai, Hugo Borges, era prefeito, instituiu o dia 19 de setembro como feriado municipal para comemoração do aniversário de emancipação política, o fez não só com o intuito de respeitar a história do Município, enaltecendo suas tradições, mas também como homenagem. Desfile escolar, shows, atrações sociais, culturais e esportivas são essenciais que devem marcar a celebração, movimentar a economia e o turismo, que é nossa maior vocação. Mas, quem deveria arcar com a maior parte do investimento é a iniciativa privada. É preciso repensar o jeito de amar Guarapari, cidade de um povo alegre, hospitaleiro e de praias inigualáveis”.

edinho festaEdinho Maioli, em nota, disse: “O valor de R$326.000,00 (trezentos e vinte seis mil reais), gasto pela prefeitura com a contratação de shows, coloca em questão a atual gestão que prioriza a realização de uma festa, ao contrário do que estão fazendo os outros municípios. O que é mais importante no atual momento? Claro que é melhorar a saúde. Isso significa dizer que não é prioridade da atual gestão cuidar das pessoas, e que após o final da crise, Guarapari não terá as melhores condições para retomar o desenvolvimento econômico e social. O que se vê é uma política do hoje, do aqui e agora, sem sentido. O turismo é uma área estratégica, não se pode continuar pensando o turismo sem planejamento e sem debate com a população”.

dantas festaO ex-vereador, Raimundo Dantas, enviou nota: “O maior desrespeito com a população de Guarapari é que o prefeito não fez uma audiência pública para ouvir o que a população queria. Os shows podem ser ótimos, mas essa é a prioridade da população? O prefeito se comporta como dono da cidade e não ouve ninguém. Que prioridade é essa onde faltam remédios no posto de saúde. A festa termina na terça-feira e os problemas continuam  sem falar o absurdo que foi cobrar dos moradores de Guarapari que queriam trabalhar na festa, uma taxa de R$500,00 (quinhentos reais).  Os vereadores precisam exigir que uma prestação de contas seja feita para que todos saibam quanto custou a festa da cidade e quem pagou essa conta”.

banner lateral 300x300px 2

4 COMENTÁRIOS

  1. Um Verdadeiro absurdo este gasto desnecessário. O que mostrou para os visitantes sobre nossa história, nada!
    Mostrou apenas o despreparo da administração em cuidar de nossa cidade.
    Li todas as notas aqui divulgadas pelos lideres e como um também quero deixar meu desabafo.
    Não é só remédio que esta faltando, Saúde precária, educação pedindo socorro, educadores desvalorizados e desmotivados e a meu humilde ver, os bairros estão abandonados, sou lider de uma comunidade que a mais de 30 anos não vê melhorias e nossa gestão se esquece que é de lá que vem a mão de obra que sustenta esta cidade. Em sua grande maioria, a mão de obra, tanto do comércio como da prestação de serviços esta concentrada nos bairros, ou na periferia como diz nosso prefeito.
    É de lá que vem o sorriso que acolhe nosso turista, a alegria de um vendedor de picolé ao brincar com uma criança na praia incentivando seu pai a comprar o picolé, a solidariedade e amor pela cidade de um guia turístico ao informar bem nosso turista, ou seja por trás de toda grande organização existe e sempre existirá o peque no e humilde trabalhador da periferia que alegra e movimenta nossa cidade.
    Digo isso porque já estou farto de tanta desatenção com nossos bairros. Guarapari precisa mudar já e existem vereadores pensando apenas em suas carreiras políticas e nada entendem sobre nós.
    Parabéns Guarapari pelos seus 126 Anos e meus pêsames pelos políticos que tem.

  2. Guarapari está vivendo uma das mais crises onde um CIAC foi desativado por falta de manutenção do município. Será falta de dinheiro, ou falta de respeito com a população de Guarapari é con o turista que visitam nossa cidade. A Segurança fica em 2 lugar ,a Saúde em Segundo Plano, Hospital nem pensar . O que dizer dessa administração que acha que é dona de Guarapari. Nunca mais será eleito ou lembrado pela população de Guarapari. Guase perdeu a eleição. Será que foi isso . Carlos von vem aí
    Guarapari merece respeito à sua população. Estamos todos insatisfeito com essa situação. Chega de jogar dinheiro pelo ralo . Basta ,a população não quer mais isso. Agnaldo Mozzer Corretor de imóveis de Guarapari Espírito Santo.

  3. […] Durante a semana da festa da cidade, a nossa equipe foi ouvir as principais lideranças políticas do município depois que o padre Jairo de Souza publicou em uma rede social um protesto contra o dinheiro gasto com as atrações e a falta de cuidados com a população, principalmente relacionado à falta de remédios (Cidade partida: população de Guarapari dividida na semana do aniversário). […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

banner lateral 300x300px 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

banner lateral 300x300px 3