sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024 / 12:12
InícioEconomiaBares e restaurantes ganham nova linha de crédito

banner topo matérias 728x90px

Bares e restaurantes ganham nova linha de crédito

O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), em parceria com o Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Espírito Santo (Sindibares) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) lançou, no último dia 27, uma nova linha de crédito para bares e restaurantes que tiveram queda de faturamento.

O objetivo da linha é impulsionar a recuperação das empresas do setor que estejam enfrentando dificuldades econômicas. Ela será disponibilizada para as empresas que comprovem as perdas, a partir do extrato do Simples, como parte da estratégia adotada pelo Bandes para incentivar as atividades produtivas por meio do crédito. Os financiamentos podem chegar a R$ 1 milhão para capital de giro em condições atrativas para o empresariado, seja para manter o fluxo de caixa, renovar estoques ou fazer pagamentos, com prazo total de até cinco anos, considerando carência de um ano. A linha é considerada sem juros, uma vez que o recurso financiado só tem correção pela taxa Selic.

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, destacou que a linha de crédito, chamada FortalecES, promete conferir dinamismo à economia nos próximos meses. “A proposta é que a linha atue como um programa permanente para a recuperação de empresas do setor comercial, sobretudo bares e restaurantes. Esta é uma linha criada a partir da escuta atenta das demandas empresariais e do entendimento de que o segmento necessita de mecanismos de crédito que sejam adaptados à realidade de algumas empresas que encontram dificuldade em operar”, salientou.

Portabilidade de dívidas 

Outra medida anunciada a partir da parceria entre Bandes e Sindibares é a possibilidade de fazer a “portabilidade” de débitos do Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), lançado pelo Governo Federal, para o Bandes com juros menores e carência alongada. A alternativa pode atender às empresas que optaram no passado pelo financiamento do Governo Federal e agora poderão contratar recursos no Bandes para quitar esses débitos.

A modalidade permitirá ao empresário algumas novas condições operacionais como a redução da taxa de juros indexada apenas à Selic e maior prazo para a quitação dos novos contratos. “Estamos fazendo uma composição financeira para o empresário quitar seus contratos Pronampe, por meio de uma linha de crédito muito mais vantajosa neste momento, permitindo a melhoria da saúde financeira dos negócios”, explicou Abud.

 

banner lateral 300x300px 2

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

banner lateral 300x300px 2

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

banner lateral 300x300px 3