Página Inicial / Cidades / Vitória lança aplicativo que pode denunciar infrações de trânsito

Vitória lança aplicativo que pode denunciar infrações de trânsito

Foto:Diego Alves
Foto:Diego Alves

O aplicativo lançado pela prefeitura de Vitória possibilita o cidadão denunciar as infrações de trânsito, flagradas pelas ruas da capital. O projeto não tem custos para o município, segundo a prefeitura, e já está disponível para os sistemas Android e IOS.

Desenvolvido por uma empresa israelense, o app Capester, recebeu o apelido de “Tô de olho Vitória” e irá funcionar de forma educativa por seis meses. Ele já está sendo testado por moradores de Porto Alegre (RS).

“O cidadão vai gerar uma imagem de qualquer situação que não esteja correta na cidade. No primeiro momento nós vamos focar em infrações graves de trânsito. Essa é uma forma da prefeitura utilizar a tecnologia em benefício de uma melhor prestação de serviço na cidade, fazendo com que Vitória seja ainda mais inteligente”, explicou o prefeito Luciano Rezende.

Segundo a prefeitura, os vídeos podem ser enviados de forma anônima e irão auxiliar na educação do trânsito e no monitoramento do tráfego, contribuindo para a mobilidade urbana de Vitória.

Classificação

Caso seja comprovada a infração, será feito o registro que vai ajudar a possível notificação de advertência por parte da autoridade competente.

Os registros analisados pela Comissão Técnica serão classificados da seguinte forma:

I – “Passível de advertência” para aqueles em que se comprovou uma ocorrência de violação de leis de trânsito;

II – “Ocorrência de outra natureza” para aqueles em que o objeto denunciado não se refere à trânsito;

II – “Não passível de advertência” para aqueles em que não foi comprovada ou não existirem violação de trânsito ou de qualquer outra natureza.

Os registros classificados como “Passível de advertência” serão encaminhados à Secretaria Municipal de Transportes (SETRAN), que fará o envio de “Advertência Educativa” para os casos em que julgar necessário, sendo a correspondência destinada ao proprietário do veículo envolvido na infração de trânsito, preferencialmente por meio eletrônico.
Neste caso, não possuirá caráter de auto de infração, não gerando penalidades na forma do Código Brasileiro de trânsito.

“Os registros irão ainda orientar as operações de fiscalização de trânsito. No mapa dentro do painel administrativo serão identificados os locais com mais ocorrências por tipo de ocorrência. Por exemplo, se no Centro tiver o maior número de casos de estacionamento irregular em vagas para deficientes, os agentes de trânsito vão intensificar a fiscalização naquela área”, destacou o secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória, Tyago Hoffman.

 

Reportagem, Joice Biane.

TekNow



Sobre Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *