Página Inicial / Direito / Procon fiscaliza preço do álcool em gel na Grande Vitória

Procon fiscaliza preço do álcool em gel na Grande Vitória

O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES), em parceria com os Procons Municipais, iniciou uma ação fiscalizatória, terça-feira (17), para verificar a suposta elevação de preços, sem justa causa, nas vendas de álcool em gel e máscara protetora, nos estabelecimentos da Grande Vitória.

O crescimento da procura por máscara e álcool em gel, pela população capixaba, em razão da dispersão pandêmica do novo coronavírus (Covid-19), pode levar à especulação de alguns comerciantes que aumentam injustificadamente o preço dos produtos, prática condenada pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Para verificar se há abusividade no preço praticado, durante as ações fiscalizatórias, o Procon-ES também está notificando o comerciante para apresentar, no prazo de 48 horas, cópias das cinco últimas notas de compra dos referidos produtos.

O artigo 39 da Lei Federal nº 8.078/90 (CDC) veda ao fornecedor elevar o preço de produtos e serviços sem que haja um justo motivo – o aumento dos custos – que seja capaz de refletir no preço final. Esses custos devem ser comprovados por meio de documentos.

A elevação de preço sem justa causa pode configurar ainda abuso de direito e ato ilícito, conforme previsto no artigo 187 do Código Civil. Na aplicação de sanções administrativas, é considerada circunstância agravante aproveitar-se da situação de calamidade para a prática infrativa, conforme artigo 26 do Decreto nº 2.181/1997.

As denúncias podem ser registradas por meio do App Procon-ES (disponível para Android) ou pelo telefone 151.

Fonte: Assessoria Procon ES



Sobre Redação

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *