Página Inicial / Noticias / Comissão de Assistência Social conhece projeto da Pestalozzi de Santa Teresa

Comissão de Assistência Social conhece projeto da Pestalozzi de Santa Teresa

Foto: Tati Beling /Por: Luciana Wernersbach
Foto: Tati Beling /Por: Luciana Wernersbach

A Comissão de Assistência Social recebeu a Associação Pestalozzi de Santa Teresa na reunião desta quarta-feira (22). O objetivo foi conhecer o Projeto “Oficina de Padaria”, no qual os usuários, que são pessoas com deficiência, produzem e vendem bolos tradicionais e bolos de pote, além de pães e salgados.

Segundo a diretora da entidade, Marisa Lucindo de Souza, essa é uma forma de promover a inclusão social. “A Oficina não dá lucro, porém, o desenvolvimento e o progresso deles (alunos) são recompensadores. Esse é o objetivo maior, não tem preço”, explicou.

De acordo com a terapeuta ocupacional Laís Xavier os usuários vivenciam todo o processo, desde a compra dos ingredientes até a venda nas ruas, o que os torna mais independentes. “Trabalhamos aspectos de vida diária, inclusive aspectos instrumentais, como contar dinheiro”, afirmou.

A educadora social Pâmela Suelem da Vitória ressaltou que nesse projeto são trabalhadas diversas habilidades, como a linguagem e a abordagem, eles aprendem como devem oferecer o produto, agradecer aos clientes, dar troco e a importância da higiene pessoal. “Trabalhamos com eles a AVA – Atividade de Vida Autônoma – para que eles se integrem melhor na sociedade, com mais independência”, explica.

A usuária Roberta Cristina Pereira Silva, de 21 anos, está há um ano na Pestalozzi de Santa Teresa e adora trabalhar no projeto. “Sou mais independente, fiz amizades, mexo com dinheiro, pois trabalho no caixa, e ainda ajudo a instituição”, ressaltou.

A Associação atende atualmente 116 crianças e adultos, entre os quais 23 participam do projeto, pois é voltado apenas para os adultos. Um deles, segundo a diretora Marisa, foi contratado por uma padaria. “A empregabilidade já é uma realidade no projeto. Conseguir esse tipo de inclusão é uma vitória”, comemorou.

 A deputada Eliana Dadalto (PTC), presidente da Comissão, e o deputado Dr. Hercules (PMDB) ficaram felizes de conhecer o projeto e a Associação – que trouxe vários usuários à Assembleia Legislativa –, e os parabenizaram pela dedicação. “Mais uma vez vemos como é importante o trabalho do Terceiro Setor, que infelizmente não consegue se sustentar sozinho e precisa de ajuda. Faço um apelo aos gestores municipais, para enxergarem essas instituições em suas cidades”, cobrou.

Fonte: Ales

Sobre Redação

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *