Autistas podem ganhar espaço especializado em Vila Velha

Publicidade

banner topo matérias 728x90px

A proposta de abrir uma unidade da Associação dos Amigos dos Autistas do Espírito Santo (Amaes), em Vila Velha, foi discutida, na última quarta-feira (03), com a secretária municipal de Ação Social, Letícia Goldner Valim, e com o vereador Devanir Ferreira (Republicanos).

A ideia, segundo a presidente da Amaes, Pollyana Paraguassú, é montar e ampliar uma rede de atendimento às pessoas com o espectro autista, dando mais conforto e dignidade tanto às famílias quanto ao próprio autista.

“Até os 17 anos essas pessoas conseguem minimamente atendimento. Quando adultos, os autistas ficam desprotegidos. Isso precisa ser combatido com cuidados”, afirma.

Para o vereador Devanir Ferreira, um dos responsáveis pela convocação da reunião, é hora de provocar a sociedade para discutir uma solução para um contingente que pode chegar a mais de 2 mil pessoas.

“Estamos provocando o debate. A meta é envolver a Câmara, a Prefeitura e a sociedade para unir forças e desafogar a demanda dessas pessoas que tanto precisam”, explica Devanir.

A Amaes atende hoje cerca de 400 pessoas entre crianças, jovens e adultos. Com uma unidade avançada na Grande Vitória, será ampliado o número de atendimentos que incluem profissionais médicos, enfermeiros, psicólogos, músicos e várias outras categorias envolvidas.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui