Página Inicial / Cidades / Redução do analfabetismo em Cachoeiro

Redução do analfabetismo em Cachoeiro

Uma iniciativa implantada neste mês pela prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim vai contribuir para a formação de estudantes leitores, críticos e participativos e, ainda, reduzir o índice de crianças não alfabetizadas na rede pública de ensino do município, garantindo a eles o direito de aprender.

Trata-se do projeto Potencializando Saberes, que vai atender dez escolas municipais que estão localizadas em áreas de vulnerabilidade social: Florisbelo Neves, Galdino Theodoro da Silva, Julieta Deps Tallon, Luiz Marques Pinto, Luiz Semprini, Maria das Dores Pinheiro do Amaral, Padre Gino Zatelli, Athayr Cagnin, Deusdedith Baptista e São Francisco de Assis.

Coordenadas pela Secretaria Municipal de Educação, com o apoio de gestores e pedagogos das escolas participantes, as atividades estão em fase final de planejamento, e a previsão é que comecem na próxima semana.

Serão ofertadas no contraturno, de manhã e à tarde, duas vezes por semana, entre terça e sexta-feira, aos estudantes do 4º ao 9º ano do ensino fundamental que apresentam fragilidade na aprendizagem no que diz respeito ao ensino da língua, e alunos não alfabetizados, acima de oito anos de idade, matriculados regularmente na rede municipal de ensino.

“Estamos apostando no sucesso deste projeto, tendo em vista que sua principal finalidade é melhorar, especificamente, a qualidade de aprendizagem na leitura e na escrita de nosso público-alvo”, avalia a secretária municipal de Educação, Cristina Lens.

Melhoria do Ideb é um dos objetivos

O Potecializando Saberes norteia-se no Plano Municipal de Educação, mais especificamente na meta 5, que busca a alfabetização de todas as crianças, no máximo, até o final do terceiro ano do ensino fundamental.

Além dela, também é priorizada a meta 7, cujo objetivo é fomentar a qualidade da educação básica em todas as etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem de modo a atingir as médias projetadas em conformidade com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), uma vez que algumas das unidades de ensino foram selecionadas para integrar a iniciativa por estarem abaixo desse indicador.

fonte: PMCI



Sobre Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display