Página Inicial / Mundo / Programa Adolescente Cidadão promove rodas de conversas nas escolas da Serra sobre sexo

Programa Adolescente Cidadão promove rodas de conversas nas escolas da Serra sobre sexo

O Programa Adolescente Cidadão (PAC) promove rodas de conversas nas escolas da Serra para debater o tema e tirar dúvidas dos adolescentes. Trata-se do Papo Legal, ação que envolve as Secretarias de Educação (Sedu) e de Saúde (Sesa). De acordo com a coordenadora do programa, Leila Paiva Ferreira, entre os temas abordados no projeto estão a prevenção da gravidez precoce, transformação do corpo, Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), HIV/Aids, e também esclarecimentos sobre a vacina contra do HPV.

O Papo Legal é desenvolvido com adolescentes do 6º ao 9º anos matriculados em 15 escolas municipais da Serra localizadas em 12 bairros com maior vulnerabilidade social. De janeiro a julho, o projeto atendeu 200 adolescentes.

As palestras são feitas pela médica ginecologista de crianças e adolescentes da US Boa Vista Sylvia Ribeiro do Val Bahiense. Ela afirma que muitos alunos da rede pública chegam com dúvidas sobre as temáticas debatidas e não conversam com os pais sobre sexo.

“Indicamos que os pais iniciem o diálogo com seus filhos a partir dos 10 anos ou a partir do momento em que eles despertam curiosidade sobre os temas. O diálogo é super importante ”, enfatizou.

As principais dúvidas ouvidas no “Papo Legal” são sobre menstruação, corrimentos, mudanças no corpo, masturbação.

De acordo com a médica, após as palestras, quando há demanda, são feitos encaminhamentos para atendimento nas unidades de saúde do município.

“O bate-papo acontece em clima de descontração, regado a brincadeiras e dinâmicas de grupo. É um momento em que os adolescentes se sentem a vontade para tirar suas dúvidas e terem a certeza de que a fonte de informação é segura”, enfatizou Leila Ferreira.

A secretária de Educação, Nelci Gazzoni, diz que a educação e boa informação são fundamentais para a formação humana. “Ainda existem muitos conceitos errados estabelecidos em razão da falta de diálogo sobre o assunto e informações falsas. Sendo assim, é necessário criar metodologias que facilitem o ensino desses temas e permitam maior interação por parte dos adolescentes”.

Cai o número de bebês nascidos de gestantes adolescentes

O número de bebês nascidos de gestantes adolescentes diminuiu nos últimos três anos na Serra. Em 2015, havia 16,44% de mães adolescentes (10 a 19 anos). Em 2016, 15,28% e 13,92% em 2017. Ações de educação em saúde, acesso ao Programa de Saúde da Família (PSF) e distribuição de preservativos contribuem para essa queda.

Os próximos encontros do “PAPO LEGAL” serão na EMEF Aureníria Corrêa Pimentel, em Novo Horizonte, na próxima quinta-feira (16), e no Cras-Cai, em Jardim Carapina, no próximo dia 23.

15/08/2018

 

 

 

__________________________________________________________________________


Transparência-660x95

TekNow



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display