Página Inicial / Cidades / Músico de Guarapari leva som do violino para muito além das fronteiras

Músico de Guarapari leva som do violino para muito além das fronteiras

Erick Medeiros deixou o circo onde vivia com sua família para se dedicar exclusivamente à música
Erick Medeiros deixou o circo onde vivia com sua família para se dedicar exclusivamente à música.

“Não sei o que seria da minha vida sem a música. Foi um dom que recebi de Deus e que tento aprimorar a cada dia. É como se a música abrisse minha mente para o mundo”, diz o violinista Erick Medeiros, 21 anos. Nascido em Guarapari, o músico que pode ser considerado um autodidata se apaixonou pelo violino aos 15 anos, logo quando passou a frequentar a igreja. Foi nessa época que ele iniciou uma carreira improvável, já que sua família é composta por artistas circenses e sem moradia fixa.  No circo, ele era tecido acrobático e mudou totalmente seu destino ao conhecer o som do violino.

Atualmente, Erick que mora em Coroado, se apresenta em diversos eventos, entre eles, concertos realizados em conjunto com o maestro Inárley Carletti, também de Guarapari, e com a orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses). O violino, segundo ele, foi o responsável pela conquista de um grande sonho: conhecer Madri-ESP, onde participou de festivais de música em Vitória-Gasteiz, em 2015 e 2016, com cerca de 300 músicos de várias partes do mundo. Ele se prepara para voltar à Madri em agosto deste ano.

Erick e seu atual professor Catalin Bucataru, de Madri
Erick e seu atual professor Catalin Bucataru, de Madri

Para se tornar um profissional da música, o apoio da mãe foi essencial. “Minha mãe, que hoje trabalha em casa de família, sempre me deu apoio em todos os momentos. Mesmo quando decidi aprender a tocar violino e abandonar o circo. Para ela, esse é um instrumento de ricos e não estaria dentro da nossa realidade. Tive a certeza de que seria capaz depois de acordar de um sonho, onde um homem me dizia que eu deveria aprender tocar violino. Foi como uma experiência com Deus, algo que me ajudou a fazer a escolha certa. Logo depois, minha mãe comprou meu primeiro violino de uma prima. Consegui ainda aprender algumas partituras sozinho, depois de sonhar que estava tocando”, conta Erick.

Segundo ele, a influência do grupo de música da igreja foi fundamental para iniciar sua carreira de violinista. “Aprendi a tocar violão muito rápido e ensinava música para as crianças. Depois do violão, aprendi a tocar flauta, mas vi que não era isso o ideal para mim. Essa é uma experiência que ainda pratico em programas sociais do município. Levar a música, o encantamento do violino, para crianças entre 8 e 12 anos de idade em situação de risco social é algo que nos transforma. É gratificante poder contribuir para a mudança de pensamento e o futuro dessas pessoas”, diz.

A busca pelo aperfeiçoamento é algo constante na vida de Erick.  Em 2012, ele ingressou no curso técnico da Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames), além de participar de aulas com profissionais renomados no assunto, como o maestro Inárley Carletti e seu atual professor Catalin Bucataru, de Madri. Música popular brasileira, trilhas de filmes famosos e musicais da Disney fazem o repertório das apresentações. Mas são os compositores Ludwig van Beethoven e Johann Sebastian Bach os que Erick mais admira.

Falta de incentivo à música

A Europa continua sendo o grande berço de músicos profissionais. Para Erick Medeiros falta incentivo para a música no Brasil. Para ele, o Espírito Santo ainda tem muito o que oferecer para o mundo. “Acredito que o violino deveria ser um instrumento mais popular. As pessoas não o conhecem, muitos nunca viram. Em Guarapari, quem tem levado um pouco dessa arte e cultura para a cidade é o  Inárley. A música de orquestra e o coral encantam a plateia, leva emoção ao público e vale à pena assistir”, diz Erick.

“Sempre recebi muito incentivo de amigos e agradeço muito por conhecer pessoas que me impulsionam, me jogam para frente a fim de buscar mais conhecimento para ser alguém nesse mundo. Nunca tive a presença e o apoio do meu pai. A música me fez suprir essa ausência e ver que, mesmo diante de muitas dificuldades, sonhos são possíveis. O que mais quero hoje é participar de uma orquestra. Para isso, vou continuar estudando para seguir minha carreira e concretizar esse sonho”, finaliza.

TekNow



Sobre Redação

14 Comentarios

  1. Parabéns Erick!!! Que Deus continue abrindo as portas para a realização desse sonho lindo que você vive a cada dia. Você merece querido!!!

  2. Esse rapaz vai longe.

  3. Parabéns Erick Deus te abençoe ricamente sucesso

  4. Muito orgulho, tudo que Deus promete ele cumpre! Valeu a pena ter acreditado em vc e no seu sonho, e pra quem pensou e falou que vc nunca seria nd nessa vida paaaaaaan ? tá aí só está começando o que Deus prometeu ? Vai vendo kkkk

  5. Erick, que orgulho de vc!!! Top top top
    Desejo todo o sucesso do mundo pq vc merece o melhor que Deus e o mundo podem dar.

  6. Parabéns Erick! Você merece!Que Deus continue lhe abençoando ricamente!

  7. Eduardo souza nascimento- Meaipe

    Eu ja tive o privilégio de ouvir e se emocionar, toca muito.
    Parabéns que Deus lhe de muitas e muitas sabedorias e perseverança na sua vida.
    Forte Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display