Página Inicial / Noticias / Guerra das lives: políticos de Guarapari medem forças

Guerra das lives: políticos de Guarapari medem forças

Política em um minuto – 10/05/2020

Favoritos na disputa pela prefeitura de Guarapari, o deputado Carlos Von e o prefeito Edson Magalhães travaram um duelo sem que um precisasse se quer olhar para o outro. No melhor estilo “faroeste caboclo” o duelo tinha hora, local e armas escolhidas.

Horário: 19h;

Local: lives nas redes sociais;

Armas: propostas para a cidade.

A live do deputado Carlos Von foi marcada e anunciada de forma antecipada pelo  Portal  27. A live de Edson Magalhães foi anunciada pelo site ES em Foco em cima da hora e por enorme “coincidência”, batia com o horário da live do deputado. Pronto, desafio feito, desafio aceito.

O duelo

Nenhum dos dois candidatos respeitou a hora marcada, se por medo ou estratégia, ambos titubeavam em iniciar a live, o que despertava curiosidades sobre se concederiam as entrevistas ou não. O deputado entrou no ar com aproximadamente 20 minutos de atraso e o prefeito com mais de 30 minutos. Depois de acompanhar as duas entrevistas, resolvemos, de forma bem humorada e despretensiosa, dar notas ao desempenho dos pré-candidatos.

Quesito Imagem: Carlos Von trajava um modelito despojado e adequado ao praticado por artistas que apresentam suas lives de dentro de suas casas. Edson Magalhães apostou em um estilo frio e pesado, utilizando camisa social e gravata, usando maquiagem e em um cenário oficial. No quesito imagem: ponto para Von. (Total parcial: Carlos Von 1 X 0 Edson Magalhães)

Qualidade técnica: a entrevista do deputado Carlos Von foi feita através das redes sociais e com dois repórteres, Wilcler Carvalho e Roberta Bourguignon, o que dificulta ainda mais a dinâmica. A entrevista de Edson Magalhães foi realizada com apenas um repórter no mesmo ambiente do prefeito, Rodrigo Barbosa.  A entrevista do deputado saiu do ar algumas vezes, o mesmo acontecendo com a live do prefeito. Pela dificuldade extra em entrevistar a distância: ponto para a live do Von. (Total parcial: Carlos Von 2 X 0 Edson Magalhães)

Alcance: Ficou nítido que a assessoria do prefeito se esforçou para “vencer” essa primeira batalha com o deputado. Convocados pelas redes sociais, militantes e cargos comissionados marcaram presenças na entrevista do prefeito, enquanto o deputado, em acordo com seu estilo despojado, parece que não entendeu que a disputa já começou. Também chamou a atenção que apoiadores do deputado preferiram participar da live do prefeito. Pela estratégia definida: ponto para Edson. (Total parcial: Carlos Von 2 X 1 Edson Magalhães).

Ofensas: nesse quesito o prefeito Edson Magalhães levou ampla vantagem. De forma quase ensaiada, o prefeito insinuava que o deputado não possuía capacidade técnica para administrar a cidade, enquanto o deputado se preocupou mais em atacar o governador do que se posicionar contra o prefeito. Nesse quesito o ponto seria para Edson, mas por cometer ofensas pessoais e insinuações dúbias resolvemos tirar a vantagem do prefeito e dar um empate técnico: nota zero para os dois. (Total parcial: Carlos Von 2 X 1 Edson Magalhães).

Assessores: O deputado aparentava estar sozinho durante a live, passando segurança nas respostas e certeza do que queria. Enquanto que o prefeito demonstrava estar com assessores presentes no local da entrevista todas as vezes que desviava o olhar. A impressão é que enquanto os assessores do prefeito estavam preocupados com a sua live os assessores do deputado estavam mais preocupados com a live do adversário. Nesse caso, ponto para Edson. (Total parcial: Carlos Von 2 X 2 Edson Magalhães).

Discurso: o deputado demonstra segurança no que deseja falar. Carlos Von adaptou o discurso do presidente Bolsonaro ao seu estilo de bom moço. Sem muita qualidade técnica, o que demonstra verdade, passa a ideia de despreparo.  O deputado responde de forma direta os questionamentos sem se mostrar preocupado com a fala dos seus adversários. Analisando a live do prefeito podemos afirmar que Edson não é mais o mesmo. O antes seguro e autossuficiente, o que demonstrava arrogância, deu lugar a um Edson inseguro e preocupado com a fala dos seus adversários. Se a estratégia do Von é adaptar o discurso do Bolsonaro ao seu estilo, Edson adotou uma postura humilde, alegando que administra escutando todos. Edson também já definiu outra estratégia: apresentar a cidade tudo o que já realizou no município. Como estratégia para esconder os erros deste mandato, Edson apelou para a memória afetiva da cidade, apontando realizações passadas que proporcionaram uma melhora na qualidade de vida da população. Nesse quesito, analisando o que pretendem Edson e Von, resolvemos dar um empate técnico. (Total parcial: Carlos Von 3 X 3 Edson Magalhães).

O contexto: Se o prefeito praticasse um pouco da humildade que tentou demonstrar na live, teria observado o que está acontecendo no mundo a sua volta. O público das redes sociais não compra mais a ideia de “enlatados” (formas prontas). O público deseja um discurso verdadeiro e direto. O prefeito se vende como um “Odorico Paraguaçu” moderno. Enquanto o deputado se apresenta como “um de nós”, apostando na informalidade como ferramenta de conquista. Ao realizar uma análise técnica das entrevistas, percebemos falhas em ambos os candidatos, mas as falhas de Von se dão por opção e as falhas de Edson se dão por incapacidade em reconhecer que o mundo mudou. Nesse caso, resolvemos dar um ponto para o Von. (Total: Carlos Von 4 X 3 Edson Magalhães).

Reconhecendo ser essa uma análise subjetiva e carregada de opinião, a coluna respeita os que discordam. Nosso objetivo não foi definir quem vai vencer as eleições, apenas chamar a atenção da população que perguntas e respostas são permeadas de elementos que buscam induzir o eleitor a escolher o candidato. Com a maior influência das redes sociais em nossas vidas, aliada a pandemia do coronavírus, as eleições devem ser definidas através das redes sociais e entender o que permeia o discurso pode fazer a diferença na hora de reconhecer qual o candidato esta alinhado com o que realmente deseja o eleitor.

Nesse momento, decretamos abertas as primeiras eleições virtuais da cidade de Guarapari. Que venham as lives.  



Sobre Redação

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *