Página Inicial / Mundo / Deputado apresenta projeto contra a exploração da Amazônia

Deputado apresenta projeto contra a exploração da Amazônia

amazonia
Amazônia

Contra a exploração de cerca de 47 mil quilômetros quadrados de área preservada na Floresta Amazônica, o deputado federal Helder Salomão (PT-ES) apresentou o Projeto de Decreto Legislativo 756/17, que tem por objetivo sustar os efeitos do decreto da Presidência da República que extingue a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), localizada nos Estados do Pará e Amapá.

O decreto apresentado pelo Palácio do Planalto sofreu alterações após duras críticas da sociedade e de organizações que defendem a causa ambiental. No entanto, o deputado Helder afirma que as mudanças na proposta representam uma cortina de fumaça. “Ao utilizar disposições legais que já se encontram cristalizadas na legislação ambiental, o novo decreto não traz nenhuma novidade que garanta a proteção da área a ser explorada, apenas continua a permitir o desmatamento e não reduz o risco dos impactos causados à natureza pela exploração dos recursos naturais no solo”, defendeu Salomão.

A área que o governo federal está entregando para a exploração de minerais, equivale ao Estado do Espírito Santo e possui sete unidades de preservação e duas áreas indígenas. Os movimentos de defesa do meio ambiente já sinalizam sobre o risco que a Renca se torne a nova Serra Pelada que, na década de 1980 viveu a exploração e ainda hoje amarga os prejuízos da degradação ambiental e dos problemas sociais deixados pelos exploradores.

“Não se pode levar para o bem mais precioso do país, a Floresta Amazônica, uma atividade tão nociva e perniciosa. Os prejuízos serão de grandes proporções que vão do desmatamento a conflitos com indígenas. Não podemos permitir que isso aconteça. É preciso promover o crescimento do País, não a destruição dele”, justificou o parlamentar capixaba.

Fonte: Deputado Helder apresenta projeto contra a exploração da Amazônia

 

TekNow



Sobre Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display