Página Inicial / Noticias / ‘Caixa-preta’ Lorenzutti: processo adulterado e aumento da passagem serão investigados

‘Caixa-preta’ Lorenzutti: processo adulterado e aumento da passagem serão investigados

01

A equipe do Realidade Capixaba teve acesso com exclusividade ao processo que autorizou o reajuste da passagem dos ônibus em Guarapari. Fornecido por uma fonte que trabalha na prefeitura, é possível constatar que existem várias irregularidades no andamento do processo. “O processo foi adulterado e precisa ser investigado. Se olhar as páginas numeradas pelo protocolo, vocês vão perceber que existem páginas fora de ordem e que algumas foram colocadas no meio depois do processo concluído. Uma investigação séria vai comprovar a adulteração dos documentos”, disse nossa fonte. Essas informações podem ser comprovadas quando observadas as imagens feitas pela nossa equipe.

02

“O processo virou uma ‘colcha de retalhos’. Desde que vocês (Realidade Capixaba) começaram a investigar e denunciar os processos começaram a ser modificados para tentar arrumar, mas quanto mais se mexe pior fica”.

Ao analisar o processo é possível perceber que os ‘andamentos’ não são respeitados e que faltam vários despachos. A parte que chama mais atenção é uma folha supostamente encaixada no meio do processo, sem número de protocolo, em que o prefeito Edson Magalhães escreve de próprio punho, fora dos padrões. Nesse despacho é possível identificar vários erros como a falta de carimbo do protocolo, a numeração de páginas trocadas e as datas assinadas colocadas de forma retroativa ao andamento do processo. Depois de tomar conhecimento dessa matéria, O vereador Thiago Parterlini, presidente da Comissão de Finanças da Câmara, informou que vai solicitar informações da prefeitura. “Esse processo está no mínimo confuso. A prefeitura precisa explicar e vou cobrar. Também vou encaminhar ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas para que o processo seja analisado. As denúncias são graves”, disse o vereador.

Essa reportagem faz parte de uma série de matérias que têm como objetivo mostrar para a população a forma como a prefeitura de Guarapari se relaciona com a empresa de ônibus que atende a população. É possível perceber muitos indícios de irregularidades e por isso todo o material levantado pelo Realidade Capixaba será encaminhado ao Ministério Público para ser analisado.

Ministério Público de Contas já pediu explicações ao prefeito

Já existe um processo investigatório do MPC sobre o aumento da passagem em Guarapari, sob o número preliminar de 001/2018. A prefeitura ainda não respondeu, mas possui prazo de duas semanas para esclarecer a metodologia utilizada para conceder o aumento na passagem.

O valor da passagem no transporte coletivo de Guarapari passou de R$ 2,15, em 2015, para R$ 2,50, em janeiro de 2016. Menos de um ano depois, a tarifa subiu para R$2,80, a partir de 31 de dezembro de 2016. Em fevereiro de 2018, novo reajuste concedido elevou as passagens dos coletivos municipais para R$3,10.

02/06/2018

__________________________________________________________________________


Transparência-660x95

TekNow



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display