Página Inicial / Noticias / Cai número de casos de sífilis congênita na Serra

Cai número de casos de sífilis congênita na Serra

O município da Serra conseguiu reduzir os casos de sífilis congênitas, ou seja, quando a transmissão ocorre da mãe para o bebê durante a gestação. Em 2015, havia 99 casos e no ano seguinte, 76. Em 2017, foram notificados 65. A equipe técnica da Secretaria de Saúde da Serra criou um grupo de trabalho envolvendo representantes da Atenção Primária, Vigilância Epidemiológica e do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) para matriciamento nas unidades de saúde, ou seja, organização do fluxo de atendimento e qualificação dos profissionais para melhor atendimento à população.

Anualmente, é realizado um fórum específico sobre sífilis, com a presença de enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos e agentes de saúde. Em 2018, será realizado o quinto. Somado à isso, há ainda as ações de educação em saúde para alertar as pessoas sobre a importância do uso do preservativo e do fornecimento gratuito de testes rápidos para identificação da doença, exames laboratoriais e tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O diagnóstico e tratamento são simples e disponíveis em todas os postos de saúde do município.

Fonte: Assessoria Prefeitura da Serra

TekNow



Sobre Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *