Página Inicial / Noticias / A pedra que virou vidraça

A pedra que virou vidraça

Política em um minuto – 24/02/2019

 

IMG-20190224-WA0024

Eleito deputado estadual com maioria dos votos em Guarapari, Carlos Von mudou de lado. Antes, acostumado a tecer duras críticas aos políticos capixabas, Von, agora deputado, tem encontrado dificuldades de se relacionar com as críticas que surgem de todos os lados.

As críticas

Carlos Von reagiu duramente contra uma matéria publicada pelo site de notícias Portal 27. Em áudios trocados com o editor do site, o deputado o acusou de chantagista e de praticar um jornalismo de baixa qualidade.

Em outro momento, Carlos Von discutiu em um grupo de WhatsApp com “cabos eleitorais” de outro político de Guarapari, demonstrando descontentamento com os questionamentos que recebia.

Outra questão que também despertou a reação do deputado em grupos de WhatsApp foi o fato da Associação de Hotéis de Guarapari realizar uma reunião com a secretaria municipal de Turismo para debater a possibilidade de realizar na cidade o evento Jesus Vida Verão. Carlos Von, que tinha se colocado à disposição para ajudar a trazer o evento para a cidade, não gostou da prefeitura ser envolvida e disse: “Estão queimando o evento”, mas não explicou o comentário.

O deputado de Guarapari também discordou das críticas que recebeu de lideranças do município, entre elas: Beth Haddad, ex-presidente da Câmara Dantas e o vereador Dito.

Mestre mandou

Seguindo os passos do chefe, assessores do deputado estão sempre “a postos” para defender Carlos Von ou atacar seus adversários nas redes sociais. Em movimento claramente orquestrado, os assessores do deputado enfrentam as críticas com violência desmedida. Acostumados ao clima de campanha, parece que a equipe do deputado não percebeu que a postura no período pré-eleitoral é diferente do período pós-eleição.

Ação e reação

Quando estava sem mandato, o grupo político do deputado se organizava para criticar o prefeito de Guarapari e o ex-presidente da Câmara. Agora que virou vidraça a equipe do deputado ainda não compreendeu que as críticas lançadas nos últimos 6 anos de campanha voltam com a mesma força.

Ninguém governa sozinho

Se o deputado pretende ser prefeito de Guarapari precisa entender que uma administração necessita de um líder e muitos aliados. Do jeito que estão se comportando, os assessores do deputado esquecem que uma coisa é vencer a eleição e outra é administrar uma cidade.

Comissão de Turismo

Presidente da Comissão de Turismo da Assembleia, o deputado realizou a primeira reunião para debater o turismo no Estado. Na galeria lotada faltaram rostos conhecidos de Guarapari. O Trade Turístico da cidade saúde não esteve presente. Associação de Hotéis, Construção Civil, CDL, Associação de Artesãos e Convention Bureau não compareceram. O Conselho de Turismo do município e a Comissão de Turismo da Câmara de Guarapari também não enviaram representantes. A dúvida é se faltou convite.

Qual o motivo ?

A informação passada por alguns representantes do Trade é que a insatisfação com a forma com que foram convidados provocou um enorme desinteresse em prestigiar o evento. Parece que ao invés do tradicional telefonema, os integrantes do Trade Turístico de Guarapari foram convidados por mensagens de Whatsapp disparadas por assessores.

Pronto para liderar

Político promissor e com grande capital político, o deputado Carlos Von é a maior liderança com mandato no município de Guarapari. A expectativa em torno de como vai se comportar agora que possui mandato é grande. Os holofotes estão apontados para Von e seus assessores precisam entender que existe hora de atacar e existe hora de apaziguar.

1° round

No primeiro grande teste o deputado mostrou a que veio. Se posicionou pela “meritocracia” e votou contra o indicado do Governo para o Tribunal de Contas. Em seu voto o deputado “mostrou” a falta de mérito na trajetória profissional do maior aliado político do governador. Sobrou “coragem” e faltou “inteligência política”.

Para refletir

Um verdadeiro líder não é o que vence uma batalha, mas sim o que evita a guerra em benefício de um bem maior: o povo que lidera.



Sobre Redação

2 Comentarios

  1. Realidade Capixaba esses 3 personagens que voces dizem que são lideranças aqui em Guarapari! Só se for para vocês ou o restante da população (que em uma boa parte tenho minha dúvida que aceite e considere também). Eu me considero fora e nunca aceitaria ser liderando pelos mesmos!

  2. Macelo, parabéns pelo bela análise e matéria jornalítica, imparcial, com uma redação direta e esclarecedora do fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display